Breaking news

Governador determina expansão do Programa Estrada do Conhecimento a todos os municípios do Tocantins

 

Governador determina expansão do Programa Estrada do Conhecimento a todos os municípios do Tocantins

14/03/2018 – Cláudio Paixão/Governo do Tocantins

Marcelo Miranda -

Ademir dos Anjos/Governo do Tocantins

Segundo a secretária  Wanessa Zavarese Sechim, os municípios tiveram uma mudança para melhor, em cerca de 80% na qualidade do ensino infantilO presidente da Agência Tocantinense de Municípios (ATM), prefeito de Pedro Afonso Jairo Mariano, comemorou a notícia da expansão das atividades do programa para mais 133 municípiosAs ações do programa piloto já foram realizadas em seis municípios: Aguiarnópolis, Aliança do Tocantins, Barrolândia, Colinas do Tocantins, Wanderlândia e Pugmil

O governador Marcelo Miranda determinou, na tarde desta quarta-feira, 14, a expansão do Programa Estrada do Conhecimento (PEC) para os 139 municípios do Tocantins.  As ações do programa piloto já foram realizadas em seis municípios: Aguiarnópolis, Aliança do Tocantins, Barrolândia, Colinas do Tocantins, Wanderlândia e Pugmil. O anúncio foi feito em solenidade de apresentação das ações do PEC no Estado, no Palácio Araguaia.

Nos seis municípios que já participaram do programa, foram formados 120 professores da educação infantil e elaborado o Plano de Desenvolvimento para a Qualidade da Educação Infantil. O objetivo é desenvolver políticas públicas que viabilizem a melhoria da qualidade do ensino desta etapa da educação básica. Segundo a secretária da Educação, Juventude e Esportes, Wanessa Zavarese Sechim, os municípios tiveram uma mudança para melhor, em cerca de 80% na qualidade do ensino infantil.

Para aderir ao programa, os gestores municipais devem procurar a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes. A realização das ações do PEC nos municípios é totalmente custeada pelo Estado, em parceria com o Banco Mundial.

De acordo com o governador, a formação dos alunos na infância é fundamental para o bom desenvolvimento intelectual. “Essa fase é essencial para a formação de homens e mulheres cumpridores dos seus deveres e que sabem valorizar seus direitos e escolhas. Olhando para os resultados que alcançamos nos seis municípios, vamos levar o projeto para os 139 municípios, com a certeza de que vamos mudar o futuro das nossas crianças”.

A diretora do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Cristiano Régenes Cardoso, de Brasilândia, Luana Costa Gomes, participou do projeto piloto e destacou a importância da consultoria para o desenvolvimento da Educação no ensino infantil. “Essa parceria do Governo do Estado com o município foi de fundamental importância porque trouxe muito aprendizado e auxiliou nas nossas vivências práticas em sala de aula”.

O presidente da Agência Tocantinense de Municípios (ATM), prefeito de Pedro Afonso Jairo Mariano, comemorou a notícia da expansão das atividades do programa para mais 133 municípios. “Hoje nos sentimos felizes com essa parceria que trabalha com uma das áreas mais relevantes para administração publica: a Educação. Na apresentação que trouxe os resultados dos seis municípios participantes, podemos ver os frutos que poderemos alcançar daqui para frente nos demais municípios”.

Para o economista sênior do Banco Mundial, Leandro Costa, o Tocantins está no caminho certo ao investir na educação infantil. “A promoção da cooperação com os municípios é de fundamental importância para alcançarmos os resultados que esperamos no setor da educação infantil. Eu vejo o Tocantins como solo fértil para agricultura, mas aqui também vejo um solo fértil para educação”.

O secretário municipal de Palmeirópolis e presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Bartolomeu Moura Júnior, ressaltou a importância das parcerias firmadas entre o Estado e os municípios. “É muito gratificante quando as políticas públicas de Estado se entrelaçam com as políticas públicas dos municípios. Vejo nesse momento um pontapé inicial para alcançarmos os 139 municípios com uma nova realidade na educação infantil”.

A secretária de Estado da Educação, Wanessa Sechim, ressaltou que o Tocantins está construindo as bases para a garantia de uma formação de qualidade para os alunos. “Se não tivermos essa base, não conseguiremos formar os nossos alunos que chegarão ao ensino fundamental e médio. A educação infantil está formalmente nas mãos dos municípios, mas o aluno é nosso, é do Tocantins. Não poderíamos ficar apenas nestes seis municípios, nós queremos e podemos compartilhar as experiências que já foram realizadas para os 139 municípios”.