Breaking news

Acusado de matar empresário em casa de jogos de Palmas é condenado a 15 anos de prisão

Acusado de matar empresário em casa de jogos de Palmas é condenado a 15 anos de prisão

Paulo Gomes vai cumprir pena inicialmente em regime fechado

 0
avaliar matéria

O Tribunal do Júri acatou a sustentação do Ministério Público Estadual (MPE) e condenou, na quinta-feira, 5, o réu Paulo Gomes por homicídio duplamente qualificado, cometido contra a vítima Carlos Henrique de Oliveira, conhecido como “Inhac”. O crime aconteceu após eles discutirem em uma casa de jogos em Palmas, em 28 outubro de 2015, obtendo grande repercussão.

Na sustentação do MPE, foram alegadas como qualificadoras para o crime o fato do homicídio ter sido praticado por motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. Com isso, a pena foi fixada em 15 anos de reclusão, a ser cumprida em regime inicialmente fechado.

A acusação foi sustentada pelo promotor de Justiça André Henrique Oliveira Leite e a sessão do júri foi presidida pelo juiz Gil de Araújo Corrêa.

O crime

Paulo Gomes fugiu do local e foi capturado na cidade de Vitória da Conquista (BA)

O crime aconteceu após Paulo Gomes, conhecido com “Figurinha” e “Inhac” discutirem em uma casa de jogos onde funcionava a Associação Tocantinense de Esportes Intelectuais (Atei), na Quadra 206 Sul, em Palmas dia 28 outubro de 2015.

De acordo com a denúncia do MPE, o réu e a vítima se desentenderam em razão de dívidas de jogos. No dia do ocorrido, Paulo Gomes perdeu R$ 60 mil para Carlos Henrique em um jogo de “cacheta”. Ao discutirem a forma de pagamento, não houve acordo entre eles, o que resultou em uma discussão que foi logo contida pelos demais presentes. Então, o gerente do estabelecimento pediu a ambos que se retirassem.

Próximo ao portão de saída, Paulo Gomes sacou uma arma de fogo e efetuou um disparo contra as costas da vítima, situação que impossibilitou qualquer forma de defesa, segundo a acusação do MPE.

Em seguida, a vítima correu e se escondeu atrás de um veículo que se encontrava no estacionamento, mas foi perseguido e recebeu novo disparo.

Depois do crime, Paulo Gomes fugiu do local e só foi capturado pela polícia em 10 de abril de 2016, na cidade de Vitória da Conquista (BA).

De acordo com o delegado responsável pelo caso na época, João Sergio Kenupp, dentro da carteira da vítima foram encontrados cheques com os valores de R$ 35 mil e R$ 30 mil.

“Inhac” era namorado de uma das filhas do ex-prefeito de Palmas, Raul Filho e da deputada Solange Duailibe. (Com informações da ascom do MPE)