Breaking news

Goiás pode ter cinco candidatos a governador em outubro deste ano 20/01/2018 12h34

Goiás pode ter cinco candidatos a governador em outubro deste ano 

Caiado, Zé Eliton, Daniel Vilela, Baldy e Gomide são cotados para a disputa

Ronaldo Caiado, José Eliton, Daniel Vilela, Alexandre Baldy e Antônio Gomide: os nomes para a disputa do governo

O deputado federal Daniel Vilela (MDB) diz a todos os seus interlocutores que será candidato a governador de Goiás em outubro deste ano. Os prefeitos Adib Elias (de Catalão) — que emedebistas chamam de “Falsiane” Elias —, Paulo do Vale, de Rio Verde, e Ernesto Roller, de Formosa, podem pressionar à vontade. Mas ele não vai renunciar à candidatura e tampouco aceitará ser vice do senador Ronaldo Caiado ou postulante ao Senado. É o governo ou nada.

O senador Ronaldo Caiado, pos­tulante do partido Demo­cra­tas, tem afirmado aos aliados, como o médico Zacharias Calil, que será candidato a governador em outubro. Ele quer e precisa do apoio do MDB, mas acredita que será capaz de montar uma frente política forte, se não contar com o apoio dos emedebistas. O líder do DEM está procurando pessoas da sociedade, que não sejam políticas, para compor seu arco de alianças. Ele começa a se reunir com empresários (o grupo começou com dois empresários e já teria mais de 15. Samuel Belchior, Fre­de­rico Peixoto e Ilézio Inácio Ferreira seriam suas pontes junto aos empresários). Recen­temente, reuniu-se com o presidente da OAB-Goiás, Lúcio Flávio de Paiva, que teria ficado impressionado com suas ideias.

Antônio Gomide, do PT, afirma que será candidato a deputado estadual. Entretanto, se não fechar aliança com o MDB de Daniel Vilela, tende a sair candidato a governador, com o objetivo de montar palanque para Lula da Silva — se este for candidato a presidente — no Estado.

José Eliton é o candidato do PSDB e o que conta com a maior estrutura política, além da máquina do governo. Ele vai disputar o cargo atuando como governador, o que poderá facilitar sua avaliação pelo eleitorado. Se for muito bem, o eleitor poderá concluir que é mais saudável mantê-lo do que retirá-lo do governo.

O ministro das Cidades, Ale­xandre Baldy, pode disputar mandato de governador. Embora aliados digam que seu projeto é disputar mandato de deputado federal, com o objetivo de se tornar presidente da Câmara dos Deputados entre 2019 e 2020.