Breaking news

Prazo para convenções partidárias começa nesta 6ª; Tocantins tem quatro pré-candidatos ao governo

Prazo para convenções partidárias começa nesta 6ª; Tocantins tem quatro pré-candidatos ao governo

Cenário nacional ainda apresenta 18 presidenciáveis

CT
avaliar matéria

As convenções partidárias para definição dos candidatos das eleições gerais deste ano poderão ser realizadas a partir desta sexta-feira, 20. O prazo encerra no dia 5 de agosto. No Tocantins, o cenário pela disputa pelo Palácio Araguaia está praticamente definido: o governador Mauro Carlesse (PHS), o ex-prefeito de Palmas Carlos Amastha (PSB), o advogado Márlon Reis (Rede) e o promotor aposentado César Simoni (PSL) devem ser os nomes das eleições de outubro.

Os partidos também devem ficar atentos ao cumprimento da quantidade de candidatos para os cargos proporcionais e aos percentuais de candidatura por sexo. Cada legenda ou coligação poderá registrar até 16 postulantes para a Câmara e 48 candidatos à Assembleia. Destes números, o percentual mínimo de 30% e o máximo de 70% para cada sexo deverá ser obedecido. Estes alertas já foram feitos no Tocantins nesta quinta-feira, 19, no Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO).

A reunião aconteceu sob a coordenação da secretária judiciária Regina Bezerra, do coordenador judiciário Carlos Ancelmo e do chefe da seção de autuação, distribuição e registros partidários Adelson Ramos, que explanaram, ponto a ponto as mudanças paras as eleições de outubro. A maior novidade é que, a partir desta eleição, toda a tramitação do processo de registro do candidato será eletrônica, por meio do Sistema Processo Judicial Eletrônico (PJe). Os pedidos dos registros   os candidatos , partios e coligações  serão obrigatoriamente  ebaboraddos  no Sistema  de candidaturas (Candex)  e gravados em mídia eletrônica, a qual deverá ser entregue no TRE até as 19 horas do dia 15 de agosto.

“O processo eletrônico é incomparável com o processo físico, realmente facilitou muito para os partidos, representantes, advogados, poder ter acesso a todas essas informações até pelo celular, no conforto da sua casa. Essa era uma demanda antiga que a Justiça Eleitoral entregou esse ano na eleição suplementar para governador e agora nas eleições gerais de outubro”, afirmou Regina Bezerra.

Convenções
Poucas convenções já tem data marcada no Tocantins. O Partido Socialista Brasileiro (PSB), de Carlos Amashta, foi o primeiro a anunciar. O evento partidário acontece no dia 5 de agosto, às 8 horas, na Grande Praça do Espaço Cultural em Palmas. Potentencias aliados do PSB, Partido da República (PR) e Podemos anunciaram convenções no mesmo dia e horário da pessebista. O Avante também marcou para 5 de agosto a reunião para definir o posicionamento,mas a legenda passa por crise e está atualmente sem presidente

Lista de pré-candidatos à presidência (Reprodução/Agência Brasil)

Cenário nacional
Às vésperas do início do prazo das convenções, 18 pré-candidatos à presidência ainda buscam confirmar indicação. Apesar de alto, este número já foi superior a 20 – alguns desistiram no meio do caminho, outros foram barrados pelos partidos políticos. O total de candidatos poderá ser ainda menor, já que alguns partidos, como o DEM, o SD e o PCdoB, estão sendo provocados a desistir da candidatura própria para apoiar chapas mais competitivas.

O quadro de indefinição, segundo o cientista político Leonardo Barreto, se deve a fatores diversos, começando pelo fato de o Palácio do Planalto não estar influenciando o processo eleitoral. “Quando o Executivo está forte, tentando a reeleição ou fazer o sucessor, a tendência é que a coligação governista seja reproduzida, a oposição se organize e até surja a terceira via. Neste ano, o governo não tem um candidato forte nem colocou peso no candidato da oposição. Isso levou à pulverização de candidaturas”, argumentou à Agência Brasil.

Neste cenário com vários candidatos, avaliou Barreto, até agora nenhum nome empolgou nem se apresentou como favorito, o que cria dificuldades para os partidos se posicionarem, pois todos querem apostar em alguém com chances de vitória. Além disso, os partidos querem ter claro o papel que exercerão no futuro governo. “Todos esses fatores levam ao quadro de barata voa nas convenções”, afirmou.

Reuniões e convenções
Neste sábado, 21, será o dia de Psol, PMN e Avante realizarem suas convenções. PMN e Avante tendem a não ter candidaturas próprias, enquanto o Psol deve confirmar a chapa Guilherme Boulos e Sônia Guajajara. No domingo, 22, o PSL se reúne no Rio de Janeiro para debater a candidatura do deputado Jair Bolsonaro, as alianças possíveis e o nome do vice. (Com informações da Ascom TRE e Agência Brasil)