Cantor Henrique é acusado de agredir funcionário de festa de Marília Mendonça

Jéssica Nascimento

Colaboração para o UOL

 Ouvir texto
0:00

 Imprimir Comunicar erro

  • Arquivo pessoal

    Thiago da Silva afirma que foi agredido pelo cantor Henrique e chamado de "otário"

    Thiago da Silva afirma que foi agredido pelo cantor Henrique e chamado de “otário”

A Polícia Civil de Goiás investiga o cantor Henrique, que faz dupla com o irmão Juliano, e outras seis pessoas suspeitas de agredir um técnico em aparelhos de ar-condicionado e aquecedores que trabalhava na festa de aniversário da cantora Marília Mendonça, que ocorreu nesta terça-feira (24), em Goiânia.

Thiago Junio Martins da Silva, de 26 anos, disse ao UOL que checava os aquecedores do evento quando tirou o celular do bolso ao amanhecer para olhar que horas eram. Um homem, que estaria vestido de cowboy, questionou se o técnico filmava e fotografava o local. Após Silva negar, o rapaz então foi embora, mas voltou minutos depois acompanhado de outra pessoa. “Fui abrir a galeria de fotos para mostrar que não tinha feito nenhum registro. Um tomou o celular e outro me deu um soco na boca”, explica. Depois apareceu o Henrique, me bateu com muita força e me chamou de otário. Cheguei a urinar de medo.”

Segundo Silva, outros quatro homens apareceram e deram socos e chutes no funcionário até que outra pessoa chegou, interrompeu a agressão, pegou o celular do rapaz e o retirou da festa. Como o local fica em uma região afastada, a vítima fugiu a pé pela mata depois de encontrar seu carro com “marcas de destruição” e procurou a polícia para registrar um boletim de ocorrência.

O delegado Elton Diogo Fonseca, responsável pelo caso, informou que o técnico chegou à com ferimentos no rosto e na boca. Depois de ser ouvido, ele passou por exames no Instituto Médico Legal (IML), que confirmou as agressões.

De acordo com Fonseca, os suspeitos já começaram a prestar depoimento, com exceção do cantor Henrique. O carro, que Thiago da Silva acredita que tenha sido danificado pelos possíveis agressores, já passou por exames periciais.

Ao UOL, a assessoria de imprensa da dupla Henrique & Juliano disse que ainda está apurando as informações. Já a equipe de Marília Mendonça informou que só vai se pronunciar após receber “mais esclarecimentos sobre o ocorrido”.

“Estou muito chateado porque era fã da dupla, gosto muito deles. Não esperava ser agredido, tive muitas oportunidades para tirar foto. Não ia ser faltando dez minutos para acabar que iria fazer isso”, lamenta o técnico.