Breaking news

Depois de chamar Carlesse de “mentiroso”, Amastha agora ataca o governador de “cara de pau”

Depois de chamar Carlesse de “mentiroso”, Amastha agora ataca o governador de “cara de pau”

avaliar matéria

O candidato a governador do PSB, Carlos Amastha (PSB), voltou a atacar o governador Mauro Carlesse (PSB). Depois de chamá-lo de “mentiroso” por causa do asfalto do Jardim Taquari, em Palmas, agora o ex-prefeito da Capital disse que seu adversário é “cara de pau”.

Desta vez, o ataque foi em Colinas, onde Amastha realizou comício no Setor Novo Planalto, na noite desse sábado, 22, e o motivo foi o Hospital Municipal da cidade, que se encontra em processo de estadualização. O prefeito Adriano Rabelo (PRB) fez uma intervenção na unidade no dia 17 porque problemas estruturais estão comprometendo a saúde dos pacientes.

Conforme o governo do Estado, o processo de estadualização precisou ser interrompido por conta das restrições legais impostas pelo período eleitoral. Contudo, na versão de Amastha, foi Carlesse quem fechou o hospital da cidade: “O cara de pau do Carlesse disse que está resolvendo a saúde do Tocantins. Está mesmo. Fechando hospital não vai ter mais problema mesmo. A saúde deste Estado está um horror. Vão pagar caro no dia 7 de outubro pelo que fizeram ao povo de Colinas”, avisou o candidato do PSB. “Disseram que iriam estadualizar o Hospital de Colinas para melhorar. Só enganou o povo. Não dá. Isso não se faz.”

Amastha afirmou ainda que o governador justifica que “todos os problemas do Estado são do Marcelo Miranda [MDB]”. “Como se a gente não soubesse que ele era presidente da Assembleia Legislativa. Já estava no governo há muito tempo”, argumentou o candidato.

Porém, Carlesse sempre foi oposição a Marcelo na AL. O governador e seu antecessor sempre tiveram uma relação tempestuosa, o que, inclusive, levou Marcelo e a ex-primeira-dama e deputada federal Dulce Miranda a defenderem o apoio do MDB a Amastha e não a Carlesse nestas eleições.

O ex-prefeito disse que que “teve orgulho de receber parabéns da população pelas redes sociais por causa da saúde da cidade [Palmas]“. Segundo ele, na Capital, “as pessoas preferem a UPA a clínica particular”. Conforme Amastha, o governo do Estado gasta 27% com saúde e, mesmo assim, oferece “um dos piores serviços de saúde do Brasil”. “Não é falta de dinheiro. É falta de gestão”, garantiu.

Apoios
A coligação “A Mudança de Verdade”, de Amastha, anunciou o apoio ao candidato do PSB dos vereadores do PT Leandro Coutinho, Marceli Rodrigues, Romerito da Saúde e Ivanilson Maranhão, além dos suplentes Joãozinho e Daniel. (Com informações da Assessoria de Imprensa)