Breaking news

Dinheiro desviado do Imas pode ter sido utilizado na campanha de Wellington Peixoto, diz MP

Dinheiro desviado do Imas pode ter sido utilizado na campanha de Wellington Peixoto, diz MP

Pessoas ligadas a clínica de fachada fizeram doações no valor de R$ 42 mil para campanha do vereador

Vereador Wellington Peixoto (MDB) | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

A Operação Fatura Final deflagrada na manhã desta quinta-feira, 21, pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público de Goiás que investiga a atuação de uma organização criminosa que atuava no Instituto de Assistência a Saúde e Social dos Servidores Municipais de Goiânia (Imas) e resultou na prisão de seis pessoas, entre elas, Sebastião Peixoto, presidente do órgão.

De acordo com o MP, o dinheiro desviado pelo esquema fraudulento pode ter sido usado na campanha do vereador Welligton Peixoto (MDB) que é filho de Sebastião Peixoto e foi reeleito em 2016.

A suspeita foi levantada porque pessoas físicas ligadas à clínica de fachada que fazia atendimentos fantasmas e arrecadava o dinheiro do Imas fizeram doações para a campanha do vereador no valor de aproximadamente R$ 42 mil.

Jornal Opção entrou em contato com Wellington Peixoto mas as nossas ligações não foram atendidas. O espaço está aberto para manifestações do vereador.