Breaking news

Projeto visa a proibir sacrifício de animais saudáveis

Projeto visa a proibir sacrifício de animais saudáveis

Vereador afirma estar criando segmento de leis que possibilite controle populacional de animais com responsabilidade O post Projeto visa a proibir sacrifício de animais saudáveis apareceu primeiro em Jornal Opção.

 A- A+
Vereador afirma estar criando segmento de leis que possibilite controle populacional de animais com responsabilidade

Jornal Opção

Jornal Opção

Jornal Opção

Zander Fábio afirma estar representando interesses de grande parte da população que vem se conscientizado sobre o sofrimento dos animais | Foto: Reprodução

Após denúncia do vereador Zander (Patriota) de que o Centro de Zoonose de Goiânia estaria praticando eutanásia em animais saudáveis por falta de espaço, o parlamentar propôs criação de lei para proibir o sacrifício sem critérios. A lei proposta estipula períodos de quarentena e publicação de laudos de dois médicos veterinários que concordem que o animal precisa ser eutanasiado.

O Vereador afirma estar representando os interesses de boa parcela da população, de ONGs protetoras e de ativistas da causa animal. “Estamos enxugando gelo. Precisamos de um protocolo para lidar com animais; por isso a importância do hospital público veterinário. O primeiro passo deste hospital deve ser um programa de castração em massa para que tenhamos controle populacional”.

Zander afirma que os órgãos municipais agiram sem leis que regulamentassem sua atuação. “A partir das leis que estão sendo votadas, da conscientização de que animal não é coisa mas sim uma vida, acabarão as desculpas da falta de conhecimento” afirmou o parlamentar. “A falta de espaço já não é mais desculpa, porque a criação do abrigo virou lei. Estamos criando um segmento de leis que vai dar condições para controle populacional desses animais com responsabilidade”

O post Projeto visa a proibir sacrifício de animais saudáveis apareceu primeiro em Jornal Opção.

    Iris Rezende pode surpreender e bancar Maguito Vilela para prefeito de Goiânia

    Temendo se tornar o Marconi Perillo de 2020, o prefeito estaria disposto a abrir mão da disputa e apoiar o aliado histórico

    Há duas conversas básicas sobre o MDB e a disputa para prefeito de Goiânia, em 2020. Primeiro, a candidatura de Iris Rezende. Segundo, a candidatura de Maguito Vilela.

    Se Iris Rezende disser que será candidato, não há menor dúvida: Maguito Vilela o apoiará, não o questionará e subirá em seu palanque. A gratidão de Maguito Vilela a Iris Rezende é maior do que a gratidão do segundo ao primeiro. O fato é que o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia não colocará o pé na porta.

    Jornal Opção
    Jornal OpçãoJornal Opção

    Maguito Vilela e Iris Rezende são aliados há mais de 30 anos | Foto: Jornal Opção

    Entre iristas e maguitistas, há os que postulam que, na agora agá, Iris Rezende, receando perder a eleição — para não se tornar o Marconi Perillo de 2020 —, poderá bancar Maguito Vilela. Há até os que acreditam que existe, entre os dois, um acordão secreto. Eles estariam jogando juntos, mas silenciosamente. Qual o objetivo do silêncio? Supostamente para que Iris Rezende governe em paz, com amplo apoio político e administrativo. Uma fonte insiste: “Quem viver, se quiser, verá”.

    Iris Rezende não aprecia muito pesquisas de intenção de voto, exceto quando mostram-no em primeiro lugar. Mas, político experimentado, sabe que liderar no início não é o mesmo que liderar durante toda a campanha, sobretudo na reta final, com todos os nomes e discursos em jogo. Por isso, temendo o desgaste de sua imagem — faz política há mais de 60 anos —, pode bancar Maguito Vilela para prefeito da capital.

    O post Iris Rezende pode surpreender e bancar Maguito Vilela para prefeito de Goiânia apareceu primeiro em Jornal Opção.

    Deputado diz que Roller, Cláudio Meirelles e Priscilla Tejota disputam vaga no TCM

    Nilo Resende não anuncia aposentadoria, mas três políticos estariam disputando sua vaga. Caiado estaria bancando seu secretário de Governo

    Jornal Opção
    Jornal OpçãoJornal Opção

    Ernesto Roller é o preferido de Ronaldo Caiado para o TCM | Foto: Francisco Costa

    O conselheiro Nilo Resende, do Tribunal de Contas dos Municípios de Goiás (TCM), não diz claramente que vai se aposentar em 2019. Há indícios de que pretende se aposentar em 2022 — quando estaria disposto a disputar mandato de deputado estadual.

    Entretanto, sua vaga está em discussão. A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa comprometeu-se com o deputado estadual Cláudio Meirelles. Se for liberada, ao menos do ponto de vista de um grande grupo de parlamentares, a vaga será de Cláudio Meirelles.

    Jornal Opção
    Jornal OpçãoJornal Opção

    Vereadora Priscilla Tejota | Foto: Alberto Maia

    Mas o governador Ronaldo Caiado, segundo um deputado, não pensa da mesma maneira. Ele vai trabalhar, já estaria trabalhando, para que a vaga seja destinada ao ex-deputado Ernesto Roller, seu parente e secretário de Governo.

    Um governista sugere que o contencioso de Cláudio Meirelles — visto como “conspirador-mor” pelos governistas, sobretudo por ter conhecimentojurídico e examinar os projetos do governo sob a lupa da lei, e com rigor — com Caiado tem a ver, sobretudo, com o fato de que teria pedido apoio para ser conselheiro do TCM. Mas Caiado não fez nenhum compromisso. Um parlamentar sustenta que Cláudio Meireles foi o primeiro deputado estadual a ser procurado por Ronaldo Caiado, quando se dispunha a ser candidato a governador. O encontro teria ocorrido na casa do ex-deputado Samuel Belchior. “Nessa época, Caiado concordou com o pleito de Cláudio Meirelles de ir para o TCM e prometeu apoiá-lo”, anota o deputado.

    Jornal Opção
    Jornal OpçãoJornal Opção

    Cláudio Meirelles, deputado estadual, é bancado pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Goiás para o cargo de conselheiro do TCM | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

    Segundo um deputado, o vice-governador Lincoln Tejota estaria articulando para colocar sua mulher, Priscilla Tejota, no TCM. “Ele e o Sebastião Tejota [conselheiro do Tribunal de Contas do Estado] têm força política. Mas não se pode esquecer que o Roller é primo e amigo de Caiado.”

    O post Deputado diz que Roller, Cláudio Meirelles e Priscilla Tejota disputam vaga no TCM apareceu primeiro em Jornal Opção.

    Apesar do resultado positivo, geração de emprego em Goiás foi inferior aos anos de 2017 e 2018

    Mesmo com a confiança dos consumidores melhorando gradativamente, comércio ainda enfrenta dificuldades 

    Foto: Eduardo Ferreira

    A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) emitiu uma análise dos dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) em julho de 2019, na última sexta-feira, 23.

    No documento, a Fieg ressalta que Goiás manteve-se na 6ª posição do ranking das unidades federativas na geração de emprego formal. Porém, apesar do resultado positivo, tanto na análise mensal, quanto no acumulado do ano, o parecer mostra que o resultado de 2019 “ficou inferior aos de 2018 e 2017”.

    “Situação que corrobora com a preocupação de que a recuperação da economia ficará para o próximo ano”, destaca. Na interpretação da Fieg, mesmo com a confiança dos consumidores melhorando gradativamente, conforme divulgado pela FGV, “o comércio ainda enfrenta dificuldades com a demanda interna enfraquecida, uma vez que o mercado de trabalho ainda não retomou os níveis pré-crise”, pontua.

    ResultadosOs dados do Caged mostram que no sétimo mês do ano foram criadas 2.644 novas vagas de emprego formal celetista, em Goiás. Desse total, 1.056 vagas foram para a atividade industrial, que engloba extrativa mineral, indústria de transformação e construção civil.

    A indústria de transformação fechou o mês com saldo positivo de 1.147 postos de trabalho, com destaque para a indústria de produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico que teve 811 novas vagas de trabalho. Já a construção civil voltou a demitir mais do que contratar, foram 182 vagas a menos em julho deste ano. O saldo positivo da extrativa mineral foi de 91 novas vagas.

    No ano, o resultado segue positivo com 31.005 novas vagas no estado, sendo 1/3 delas na atividade industrial, 11.102. Só a indústria de transformação foi responsável por 8.752 vagas, sendo a indústria química de produtos farmacêuticos, veterinários e perfumaria, e a indústria de produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico as mais representativas, com saldos positivos de 4.375 e 2.376 vagas, respectivamente.

    Foto: Reprodução

    O post Apesar do resultado positivo, geração de emprego em Goiás foi inferior aos anos de 2017 e 2018 apareceu primeiro em Jornal Opção.

    Deputado Paulo Trabalho “arranca” porta do próprio gabinete. Veja vídeo

    Trabalho diz gostar das coisas “claras” com “tudo aberto e transparente”

    Jornal Opção
    Jornal OpçãoJornal Opção

    Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

    “Isso é visto pela primeira vez na história do Estado de Goiás, senão do Brasil”. As palavras são de um assessor do deputado estadual e líder do PSL na Assembleia Legislativa de Goiás, Paulo Trabalho (PSL), que resolveu, na sexta-feira, 23, remover a porta de seu gabinete na Casa.

    Em vídeo, que circula nas redes sociais, o assessor questiona o parlamentar sobre a atitude inusitada. Como justificativa, Trabalho diz gostar das coisas “claras” com “tudo aberto e transparente”.

    E continuou: “Todo mundo pode ver que não tem nada escondido. Essa porta já estava me incomodando há bastante tempo e resolvi arrancar”.

    Veja o vídeo:

    O post Deputado Paulo Trabalho “arranca” porta do próprio gabinete. Veja vídeo apareceu primeiro em Jornal Opção.

    Brasileiros precisarão de permissão para viajar à Europa a partir de 2021

    Bolivianos, cubanos, dominicanos e equatorianos já precisavam pedir visto e terão de cumprir a exigência. As regras se aplicam dentro do Espaço Schengen

    Jornal Opção
    Jornal OpçãoJornal Opção

    França, Itália, Espanha e outros destinos turísticos estão entre os que exigirão a permissão eletrônica | Foto: Reprodução

    O Etias (Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem, em inglês) entrará em vigor no final de 2021. Brasileiros e 14 outros países latino americanos precisarão da autorização eletrônica de viagem que funcionará como um visto, mas que não é chamado de visto pela União Europeia.

    Os 26 países europeus não terão imposições dentro do espaço de trânsito livre da UE, mas para entrar no território cobrarão um formulário com dados pessoais e sete euros para os maiores de 18. Devem passar pelo procedimento os que visitam a turismo, negócios, cuidados médicos ou farão conexão na zona.

    A justificativa para a autorização são problemas envolvendo terrorismo e crise migratória. Espera-se que o sistema melhore a segurança interna e previna imigração ilegal,segundo propositores do mecanismo Etias.

    O post Brasileiros precisarão de permissão para viajar à Europa a partir de 2021 apareceu primeiro em Jornal Opção.

336x280ad