Breaking news

Vânia ferro e suas obras: uma viagem pela vida da artista

 

 

POR Nilo Alves

Arte e Cia

 

As artes plásticas ou belas-artes de Vânia Ferro são as formações expressivas realizadas por esta artista que utiliza  de técnicas de produção que manipulam materiais em seu gigante ateliê em sua residência para construir formas e imagens que revelam uma concepção estética e poética das pessoas, da natureza e do universo em um dado momento histórico.

O surgimento das artes plásticas na vida de Vânia está diretamente relacionado com a própria evolução dela no vasto currículo que possui e vontade de fazer mais. A artista plástica lida com papel, tinta, gesso, argila, madeira e metais, programas de computador e outras ferramentas tecnológicas para produzir suas peças no mundo da solidão em que vive.

E são por essas e outras que Vânia Ferro é considerada uma das maiores artistas plásticas do Brasil com algumas das obras que eternizam a artista que trabalha 24 horas por dia no oficio de pintar a vida. “É nas artes plásticas que encontramos o uso de novos meios para a criação, invenção e apreciação estética. Viva as cores, viva a vida!” Comemora!

Vânia Ferro

Pintora e desenhista.

Cedo muda-se para a cidade de Goiânia, onde gradua-se em artes visuais, com especificação em pintura, pela Faculdade de Artes da Universidade Federal de Goiás – UFGO. Conclui, em 1981, licenciatura em desenho e plástica, também por esta faculdade, e dois anos depois faz, pós-graduação em Perspectiva Teórica Aplicada. Funda, em 1987, o Ateliê Vânia Ferro, onde dá aulas de preparação para o vestibular de arquitetura e artes plásticas, e de formação em artes plásticas. Pinta, em 1989, painel de 20m2 em parede da Biblioteca da Escola Técnica Federal de Goiás. Produz, no ano seguinte, mural em argamassa na fachada da TAM, empresa de turismo aéreo, no Empire Center de Goiânia. Em 1996, em viagem de um mês à França, produz dois painéis no Banco Central do Brasil em Paris. Organiza, em 2002, o Projeto SOS Goiás Velho, que procura divulgar a cidade de Goiânia como ponto turístico, culminando com exposição de vários artistas no Palácio do Governo de Goiás.

Críticas

“A pintura de Vânia está mais veloz e mais gestual; a figura humana, com toda a complexidade de seus momentos existenciais conflitados, esteve sempre compondo a base de sua temática, agora mais abstraída, tomando a forma das cores e formas imprecisas, os rostos humanos são apenas sugeridos com grandes manchas de cores puras violando o espaço em branco, configurando uma composição ousada, mas fortemente reveladora de uma sensibilidade criadora que está quase sempre à flor da pele”.
Brasigóis Felício
LOUZADA, Júlio. Artes plásticas: seu mercado, seus leilões. São Paulo: J. Louzada, 1984-.

“Num contexto de tanta mancha bem comportada, ou docemente erótica, Vânia propõe um acorde estridente… Com a vitalidade de um movimento concêntrico, ela liquidifica o antes e o depois do nosso pesadelo, propondo uma ressurreição de verdade e de impacto, no caminho de uma nova sobrevivência. Nos identificamos com o informe dessa nova figuração que nos consome e responsabiliza, e o questionamento ideológico está aí”.
Walmir Ayala

“Vânia Ferro, dia a dia, se auto-expressa e chega a lençóis mais profundos de seu famigerado espírito. Esta série, sem título, expressa a unidade solidificada de sua recente fase abstrata. Cativante e solta.
Nela a direção certa de suas pinceladas, com o andar seguro do automatismo inconsciente, cria na mente do espectador, o impacto do encontro vivido de duas forças antagônicas e complementares: a centrípeta que, com sua sede de sução, procura o centro umbilical do infinito; a centrífuga que traz o calor do sensorial, do erótico, do histórico, ou seja, do finito”.
Saturnino Pesquero Ramon
VANIA Ferro, Marilda Passos. Sao Paulo: Blue Life Galeria de Arte, 1990.

Biografia

Vânia Ferro, Pintora e desenhista. Cedo muda-se para a cidade de Goiânia, onde gradua-se em artes visuais, com especificação em pintura, pela Faculdade de Artes da Universidade Federal de Goiás – UFGO. Conclui, em 1981, licenciatura em desenho e plástica, também por esta faculdade, e dois anos depois faz, pós-graduação em Perspectiva Teórica Aplicada. Funda, em 1987, o Ateliê Vânia Ferro, onde dá aulas de preparação para o vestibular de arquitetura e artes plásticas, e de formação em artes plásticas. Pinta, em 1989, painel de 20m2 em parede da Biblioteca da Escola Técnica Federal de Goiás. Produz, no ano seguinte, mural em argamassa na fachada da TAM, empresa de turismo aéreo, no Empire Center de Goiânia. Em 1996, em viagem de um mês à França, produz dois painéis no Banco Central do Brasil em Paris. Organiza, em 2002, o Projeto SOS Goiás Velho, que procura divulgar a cidade de Goiânia como ponto turístico, culminando com exposição de vários artistas no Palácio do Governo de Goiás.

 

 

Curriculo biográfico

CURSOS

1977- Graduação em Artes Visuais, Especificação em Pintura – Instituto de Artes da

Universidade Federal de Goiás.

 

1980- Licenciatura em Desenho e Plástica, Instituto de Artes da Universidade

Federal de Goiás

1981- Pós-Graduação em Perspectiva Teórica Aplicada, Instituto de Artes da

Universidade Federal de Goiás.

2009-Cursa Filosofia à Maneira Clássica – Nível III – Nova Acrópole – G0.

 ATUAÇÕES

1980-Artista Visual desde 1980, com coletivas e individuais no Brasil e outros países.

2000-Autora do Concurso “500 minutos de artes” em sua 4° versão

2005-Conselho Municipal de Cultura de Goiânia G0.

2005-Participante do Fórum Permanente de Cultura de Goiânia G0.

2005-Membro fundadora e participa da Diretoria da Academia de Letras Artes e Ofícios d  Parauna – GO.

2006-Fundadora da “AGAV” – Associação Goiana de Artes Visuais.

2006-livro de Poesias e Artes “A Dor do Céu” lançado em Quito no Prime. Encuentro Equinoccial de Poetas Latinoamericanos, Ecuador, enero Del 2015.   IV feria Del Livro, Guadalupe, La Libertad, Perú, 13-14 de abril Del 2015-05-14 Maratón de Poesía, casa Del Poeta peruano, por El Día Del Poeta Peruano, Casa de    Literatura Peruana, de abril del 2015.  Recital de Poesía, Municipalidad de La Perla, Callao, Lima, Perú, 16 de abril Del 2015.

2009-Presidente da Associação Goiana de Artes Visuais de –  AGAV 2010 a 2014

2010-Conselho Estadual de Cultura de Goiás de 2010 a 2014.

2014-Curadora das mostras da AGAV, desde 2006 até 2017.

2014-Membro da comissão de avaliação das propostas dos artistas inscritos nos editais 001/2013 e 002/2014 nas Galerias de arte Frei Nazareno Confalone e Sebastião dos Reis, para   biênio 2013/2014, do Estado de Goiás.

2014-IV Encontro Funarte – Políticas para as artes – Diálogos, territórios e conjunturas

Como palestrante. – Encuentro Equinoccial de Poetas Latinoamericanos, Ecuador, enero Del

 

IV feria Del Livro, Guadalupe, La Libertad, Perú, 13-14 de abril Del 2015-05-14 Maratón de         Poesía, casa Del Poeta peruano, por El Día Del Poeta Peruano, Casa de    Literatura Peruana,

De abril del 2015 -Recital de Poesía, M,unicipalidad de La Perla, callao, Lima, Perú, 16 de abril

Del 2015.

 

2014-Participa da equipe de coordenação da Galeria Noturna da Secult “Prefeitura G0.

2014-Vice-Presidente da AGAV (Associação Goiana de artes Visuais)

2015- Participação com mostra de artes e lançamento do livro “A Dor do céu” em Guadalupe – Peru,     VI Encontro de Poetas Peruanos

2015- Lançamento do Livro A Dor do Céu, e Mostra “Uma pequena História” ambos Sobre o

Centro-oeste brasileiro, na Casa de Literatura do Peru – Participação do Dia do Poeta

Peruano em Lima Peru.

2015-Eleita como delegada por Goiás, setorial de artes visuais no CNPC (Conselho

Nacional de Políticas Culturais )  Fórum Rio de Janeiro

– Eleita titular da setorial de artes visuais do centro-oeste Goiano, Fórum Rio de Janeiro.

– Selecinada com a escultura: Mão Divã para ocupar o espaço que seria dos

Compressores Na praça Cívica no Centro de Goiâia G0.

– Eleita por poetas da América Latina com uma obra de arte de Vaniaferro para a 2ª

-Antologia de Manuel Kentore a ser Lançada na Colômbia em fevereiro de 2017.

2018-Convidada para representar o Brasil em Lima-Peru nas comemorações do XX Salon

Internacional de Artes Plásticas Del Peru.

 

Coletivas

2017- Memórias e Reflexões – 30 anos do acidente Césio  137 em Goiânia

Como convidada especial.

2016-Participação do Happening O Novo Grito pela Agav – Associação Goiana de artes Visuais.

Palácio da Cultura da Prefeitura de Goiânia como pintora e curadora.

 2015-Participação do Happening e Exposição-ModeloXArtista/04 estações-Vila Cultural

Cora Coralina – Goiânia

2015-Participação nos projetos da Prefeitura em parceria com Igreja Dom Bosco pintando

um painel na frente à Igreja Dom Bosco de Goiânia.

2014- Uma dos coordenadores e que participou da Galeria Noturna da Prefeitura de Goiânia pintando

– Painéis de arte nas portas dos estabelecimentos comerciais.

2013- Coletiva “Grupo 07 Brasil” – Galeria Art’ Et Miss Paris-França onde vendeu dois trabalhos.

2013- Coletiva de artistas “O olhar da AGAV sobre o centro oeste brasileiro” Na M.C

Gallery NY, EUA.

2013- AGAV em parceria com FASHION WEEK – G0.

2013- Coletiva _Pioneiros e Contemporâneos “Tribunal Regional de Goiás”, participação e curadoria.

2012 – Coletiva – “Tribunal de Justiça de Goiânia” – Hall de entrada

– Homenagem da AGAV à artista Ana Mª Pacheco, Forum de Goiânia

2010- Coletiva da AGAV – Galleria Bea – Brazilian Endowment for the Art, NY

2009- Mostra – “50 anos de Brasília” – Teatro Nacional Cláudio Santoro,DF.

2008- Coletiva – “Cento e cinquenta anos da Polícia Militar do Estado de Goiás”.

– Galeria Bauhaus, G0. 2006-Natal na visão de 20 Artistas Plásticos, pintando na

Participação na inauguração do Shopping Bauganville- Goiânia-G0, com o trabalho vendido.

2005- Panoramas das artes Goianas – Zero, de Lúcia Bertazzo – U C. “Universidade” Católica, G0.

2005- Mag. Itinerante Coletiva no Museu de Artes de Goiânia.

2004-Treze artistas para o calendário da Secretaria de Saúde – Goiânia- Paço Municipal.

2002-Artistas que pedem por Goiás Velho I, Galeria da Fundação Jaime Câmara- G0.

2002-II Projeto Bauhaus, Galeria de Artes Bauhaus Goiânia, GO

2000-Coletiva Quilombo dos Palmares Londrina, Paraná.

-Coletiva em Mogi das Cruzes inauguração do “Museu Mogi das Cruzes”, SP.

-Coletiva “Mulher” Fundação Jaime Câmara Goiânia GO.

1999-Coletiva 60 anos do Jornal “O Popular “Galeria da Fundação Jaime Câmara – G0

1996-Coletiva Brasil a Boissy pela Central do Brasil em Paris França.

-Coletiva MAG Itinerante, Museu da Secretaria de Cultura de Goiânia, GO.

1994-Coletiva na Inauguração Cristal Galeria de Artes, Centro de Convenções,     GO.

-Plebiscito na visão do Artista-Assembleia Legislativa de Goiânia, Casa grande, G0     .

1991-Coletiva Dezembro 91, abertura Casa de Cultura Noé Luiz da Motta, Goiânia    GO.

1990-Coletiva cem anos Van Gogh, Casa Grande Galeria de Artes, Goiânia Goiás.

1989-Coletiva na Galeria Itaú de Goiânia GO.

-Coletiva inaugural da nova sede da Galeria de Artes Frei Nazareno Confalone- GO.

1987-Coletiva Madonas – Museu de Artes  da Secretaria de Cultura de Goiânia, Go.

-Mostra da Telegoiás para a capa das Listas Telefônicas.

-Coletiva Brasil Marrocos –  Marrocos.

-Festival “Inca Tupi”, Instituto Nacional de Arquitetura da Bolívia La Paz -Bolívia.

– Coletiva do 1o Prêmio Hilton Artes no Hotel  Hilton, São  Paulo.

-III Salão de Artes de Osasco, Secretaria de Educação e Cultura de São Paulo.

-IV Salão Anapolina de Artes, Anápolis Goiás.

1984-Salão Nacional de Artes Plásticas de Goiânia, Museu de artes da Prefeitura GO.

1985-Salão do Cinquentenário da Prefeitura de Goiânia, Goiás.

 

 Exposições Individuais:

2011-“Dia de Festas”- Espaço Chatô Correio Braziliense DF.

2008-“Trejeitos” – Galeria da Fundação Jaime Câmara – Goiânia G0.

2004-Mostra “Olhares”, e Instalação ” 500 pés”,  Galeria Rubem Valentin da Secretaria

Cultura de Estado do Distrito Federal

-Galeria Alfa Ville, condomínio Alfa Ville, São Paulo, S.P.

2003-Museu de Assis, S. Paulo.

2002-Instalação -“Um Polvo no Centro Oeste”, 07h00minm de altura X 2:00 de largura, 10.00 de      comprimento, coberto de Flores, saudando a primavera – Feira de    –

Ciências Naturais, Goiás.

2000-Instalação ”500 pés”, comemorações dos Quinhentos Anos do Descobrimento

do Brasil,  CEFET. Centro Tecnológico Federal de Goiás.

Instalação “Máscaras do Cotidiano” – Centro Tecnológico Federal de Goiás.

Instalação e Exposição “Formações Rochosas de Paraúna”, “500 pés” – Galeria da

Fundação Jaime Câmara de Goiânia G0.

1999-Instalação: “Formações Rochosas de Paraúna” e “Máscaras do cotidiano” –

    Hall de entrada da Assembleia Legislativa de Goiás

Instalação: “Formações rochosas da cidade de Paraúna” – GO, denunciando às

Autoridades competentes a rachadura no pé da pedra do cálice,

Centro Convenções de Goiânia, GO.

1993-“Verdas e Mintas” – Arte Brasileira x Arte Japonesa – Master Car, Goiânia GO.

Especial sobre sua obra – TV Anhanguera – “Programa bom dia Goiás.”

1991-Mostra de trabalhos e Instalação “Máscaras” na IIIo Escola Empresa – Escola

Técnica Federal de Goiás

        Noite de Artes – Pintura ao vivo, Programa da Secretaria de Cultura do Instituto

Goiano do Livro – Latitude 2000 Bar, Goiânia GO.

1990-Galeria de Artes Blue Life – São Paulo, SP.

1989-Casa da Cultura da Universidade Católica de Pernambuco, Recife.

1988-Mostra Iº Prêmio Hilton Arte, Lobby do São Paulo Hilton Hotel, São Paulo – SP.

1987-Performance na TV Bandeirantes  “Perdidos na noite” no Fausto Silva

pintando uma tela, tema: “Césio 37”durante o programa e mostrando 10 (dez) telas SP.

-Museu de Artes Moderna da Secretaria de Cultura Municipal de Goiânia – GO.

1986-Galeria de Arte do Shopping Flamboyanth – Goiânia-GO.

1985-Itaú Galeria de Arte de Goiânia-GO

1982-Galeria de Arte Frei Nazareno Confalone – Goiânia GO.

 

  1. OBRAS EM ACERVOS PÚBLICOSO

                  .  Museu Zoroastro Artiagas,

. Galeria Frei Nazareno Confalone do Estado de Goiás.

  • Museu de Arte Contemporânea de Goiás.
  • Museu de Artes da Secretaria de Cultura Goiânia Goiás.
  • Um Painel de 20 m2 Parede Biblioteca da Escola Técnica Federal de Goiás.
  • Um mural em argamassa na fachada da empresa de turismo aéreo “TAM”, no     Empire  Center    Goiânia Goiás.
  • Departamento de Cultura da Universidade Católica de Recife – Pernambuco.
  • Galeria de artes Blue Life – São Paulo, S. P.
  • Departamento de Cultura da Universidade Católica de Goiás.
  • Dep. of Obstetrics and Gynecology – University of  California, USA.
  • Mary Zoe – Medical Book for China Internacional, USA.
  • Painel “Gestos” Muro Externo da Galeria Bauhaus, Goiânia Goiás.
  • Gabinete da presidência da assembleia Legislativa de Goiânia Goiás.

Três trabalhos na sede da Central do Brasil em Paris – França.

Um trabalho no Hall de entrada do Jornal O Popular Goiânia GO

Museu de Assis S.Paulo.

Galeria da LBV de Brasília Distrito Federal.

 

6-REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS

Os Procedimentos da Arte de Ieda Schmaltz -Editora UFG.Goiás

Artes Plásticas Brasil 89/90, seu Mercado, Seus Leilões, Júlio Louzada -Editora

Inter Brasil

Artes 86/Anuário Latino Americano de Las Artes Plásticas, Corred Editorial

Panorama das Artes Contemporâneas Brasileiras 86, Narciso Martins, São P.- SP.

Dossiê de Goiás Antônio Moreira – 04/07/97

Da Caverna ao Museu, Dicionário das Artes Plásticas em Goiás- Amauri Menezes

Goiânia Go.

Ilustração do livro de poesias de Emílio Vieira.

Ilustração da capa do livro de poesias Valter Porto

Ilustração da capa do livro Pedra de Cristal de Ivone Ferro

Capa de Revistas

 

7- Referências Críticas

Céres Franco /Paris ,França.

Brasigóis Felício/Goiânia GO.

Eduardo Jordão

Narciso Martins/S.Paulo,S.P

Olney Cruse São Paulo, S.P.

Maly Vilas Boas/S.Paulo,S.P.

Saturnino Pesqueiro/Goiânia GO.

Walmir Ayala/Rio de Janeiro,R.J.

Emílio Vieira/Goiânia G0

Modesto Gomes, G0.

 

Oscar D’Ambrósio/ São Paulo

8- PRÊMIOS:

1976 -Medalha de ouro, 1o prêmio de Pintura, VI Festival de Música e Artes Plástica

De Goiás.

1977 -3° Prêmio – Salão de Artes Plásticas de Osasco, São Paulo. Prêmio da cidade

1978 -Prêmio Incentivo à criatividade no segundo concurso estudantil da UFGO.

1979 –I° Prêmio em Pintura -VII Festival de Música e Artes Plásticas de Goiás,UFGO.

– Honra ao Mérito – Iª Semana de Inverno de Paraúna Goiás.

-II° Prêmio pint. I° Concurso de Desenho e Pintura do Diretório Setorial de Artes da UFGO.

– Prêmio aquisição, segundo salão de Inverno de Paraúna GO.

1988-1° Prêmio Hilton Arte, Lobby do São Paulo Hilton Hotel, São Paulo.

1990-Medalha de prata, I° Salão de artes Plástica da Secretaria de Educação

Cultura da cidade de Osasco, São Paulo, SP

2010-Homenagem – Movimento Santuário da Arte ao Presidente da AGAV-

Tribunal de Justiça, G0. Prêmio Escultura – Elifas

2012-Honra ao Mérito-homenagem às personalidades da Arte e da Cultura no

Município em reconhecimento aos serviços prestados à comunidade

goianiense, atendendo propositura do Vereador Djalma Araújo.

2015-Medalha de “Poeta distinguido” Guadalupe no IV feria Del Libro, Peru.

2016-Honra ao Mérito – Dia do Artista – Câmara dos Vereadores, Goiânia G0

2016-Recebe certificado como Presidente Honorífica da AGAV.

2018-Certificado de participação do XX salon Internacional pelo

Centenário de la Escoela nacional Autònoma deBellasArtes

Del Peru

 

CORRENDO O RISCO

Vania ferro nasceu de frente a encosta de uma serra, um lugar acidentado geograficamente no término da serra dourada na cidade de Paraúna, G0, onde existem várias minas e suas águas são derramadas nesta encosta, correm ao encontro dos ribeirões córregos e rios. Mais tarde seus pais mudaram para cima da serra, assim cresceu mais perto dos céus onde se conectava ao todo. Linda e inimaginável vista! Lá onde nasceu e cresceu adquiriu conhecimento da natureza,” Divina”. Realmente parecia ver o sol mais perto e mais azul as estrelas maiores. Imaginava uma escadinha simbólica onde subia às escondidas e conectava aos céus! Sensação também que dava sair do sono da noite mais imaginativa. Desde criança perseguiu as artes como as águas destas minas. Com suas buscas e inquietações descobre sua forma de expressão. Hoje seus trabalhos são resultado das experiências da caminhada desde a época que mergulhou de ponta cabeça neste mundo das artes e poesias que persegue como faz as águas das minas. Reunindo estudos, livros, técnicas, treinamentos, viagens que são instrumentos do abandono à energia que alimenta o fôlego das artes, assim segue como as águas a correr o risco.

Vaniaferro

Artista Visual e Poetisa

 

CONTATOS DA ARTISTA:

Vânia de Souza Ferro Soares

Jardim América, Goiânia Go.

Tel :062-3251.7261 – 062999438194

e-mail: art.vferro@gmail.com

e-mail: vania_ferro@hotmail.com

336x280ad