Goiás

LIVE DO CERRADO DE FERNANDO PERILLO PROMETE SUCESSOS QUE MARCARRAM ÉPOCA EM SUA CARREIRA MUSICAL

0

Por Nilo Alves

A música de Fernando Perillo tem  poder de interação e desde muito cedo ele adquiriu uma  grande relevância na vida  das pessoas   despertando sensações diversas, tornando-se uma das formas de linguagem dele com o público visível e invisível há mais de três décadas.

Biografia

Fernando Perillo, nasceu em Goiânia a até a adolescência morou em Palmeiras de Goiás onde começou a se interessar pela música, tocando em conjuntos de baile. No inicio da década de 70 ao lado de João Caetano, Itamar Corrêa, Odilon Carlos, Bororó e outros, participou de vários festivais em Goiânia entre os quais o Comunicassom onde ganhou o prêmio de melhor instrumentista. Foi o pioneiro a cantar nos bares de nossa capital, possibilitando assim o surgimento da chamada música goiana.

Em 1981, foi um dos vencedores do 7º Comunicassom com a canção “sol da Manhã” que logo foi gravada em LP sendo um sucesso nas rádios de Goiás.
Em 1982, lança o bem sucedido álbum “Sinal de Vida”, gravado no Rio de Janeiro com a produção de José Eduardo Morais e com os melhores músicos do país. Um exemplo de algumas das canções deste álbum, hoje muito conhecidas, são: Sempre-viva, Último Sopro, Frutos da Terra, Viola Goiana e Alma Brasileira.

Em 1984, fez importante turnê em São Paulo atravéz da Aliança Francesa ao lado de Ricardo Leão, Bororó e Xará. Em 1987, gravou o LP “O Outro Lado da Lua”, com grande sucesso. E grava para a TV Bandeirantes/TV Brasil Central o especial “Traços e Trilhas” que foi ao ar diversas vezes.

Em 1984, vai a Franca/Dijon onde representa o Brasil na feira Internacional de Dijon, fazendo 20 apresentações e diversas gravações para a TV Francesa. Faz show em Brasília no Teatro Nacional, sala Vila Lobos no projeto Levante do Centro/Oeste.

Em 1982, faz várias apresentações na Eco 92 no Rio de Janeiro. Grava, também, o LP “Saudades do Futuro”, no Rio de Janeiro, Studio Transamérica, com produção de Ricardo Leão. No Teatro Goiânia, faz show ao lado de Nana Caymmi no projeto Ponta de Canto da UCG.

Em 1984, lança seu primeiro CD, uma coletânea do melhor de seu trabalho. Participa de vários programas de televisão brasileira: Som Brasil c/ Lima Duarte e Rolando Boldrim, Empório Brasileiro/SBT e Clô Para os Íntimos/TV Manchete.

Em 1997, grava com João Caetano, Maria Eugênia, Marcelo Barra, Pádua e Ely Camargo o CD “Noites Goianas”, inaugurando o selo Anhanguera Discos, sendo este o Projeto mais bem sucedido da chamada música goiana.
Sob a direção de Júlio Vann, realiza na Cidade de Goiás, com a Banda Kalunga, o bem sucedido show do II FICA.

No ano de 2000, lançou o CD “Páginas Abertas”, atravéz da Anhanguera Discos, gravado no Rio de Janeiro com produção do maestro Ricardo Leão.
Em fevereiro de 2002, grava ao vivo no Teatro Goiânia o CD “Canto da Gente”, em parceria com João Caetano, Pádua e Maria Eugênia. O disco é lançado em maio pela Anhanguera Discos, dando início há uma série de shows por todo o Estado de Goiás, inclusive no encerramento do IV FICA, quando o grupo se apresentou com enorme sucesso pra um público estimado em 40000 pessoas. Em julho, o Canto da Gente é convidado para uma série de cinco apresentações no Festival Internacional de Jazz de Viena na Áustria.

Em 2011 o artista goianiense lança 2 CDs com canções populares em comemoração. “Fora da Lei” e “Saudades da Minha Terra” difunde MPB e música caipira. (DA ASSESSORIA)

Comments

Comments are closed.

Login/Sign up