Com avanço da Covid-19, Guaraí decreta calamidade e obriga comércio a fechar as portas às 20h até 15 de março

A Prefeitura de Guaraí publicou Decreto no Diário Oficial desta quarta-feira, 24, que obriga o comércio a fechar as portas às 20 horas. A medida é válida desta quarta até 15 de março e leva em consideração não só o aumento de casos de Covid-19 no município, como a identificação da nova cepa do coronavírus no Tocantins.

Exceções

O horário de funcionamento até as 20 horas não se aplica para academias, rede de ensino particular, igrejas e leilões, que deverão cumprir rigorosamente os respectivos planos de contingenciamento. Também ficam de fora os serviços essenciais, como: postos de combustíveis, farmácias e hotéis. Os serviços de delivery poderão funcionar, com rigor no uso de máscaras por parte dos entregadores.

Estado de calamidade

A prefeitura ainda declarou estado de calamidade pública no município. A medida, impetrada por meio do decreto nº 1.561/2021, foi tomada para fins de prevenção e enfrentamento à pandemia causada pela Covid-19. Agora, o Poder Executivo solicitará à Assembleia e Câmara de Guaraí o reconhecimento da calamidade para os fins do disposto no artigo 65 da Lei Complementar n° 101, de 4 de maio de 2000, a Lei Responsabilidade Fiscal.

Cenário

Conforme o boletim epidemiológico desta quarta-feira, 24, Guaraí soma 1.995 casos da doença, sendo que 36 não resistiram às complicações da Covid-19.